Carta a um coração que se foi

março 9, 2011

Quando você foi embora eu sonhei que a casa caia sobre mim, sobre nós. Entretanto, você foi embora e a casa continua em pé. Eu também continuo em pé. Agora divido a casa com a solidão e não sonho mais com você. Pode soar triste, mas é para soar calmo. Talvez essa calma de que é feita a maturidade, talvez uma simples anestesia da melancolia.

Há um ano você se foi e aprendi a ocupar os espaços que ficaram sem os seus sons. As vezes acho que fiquei mais parecida com você agora. Com certeza fiquei mais próxima a mim.

Sem teus olhos a vigiar, a minha dança ficou mais fluida e me encanto com alguns movimentos. Canto mais, é verdade, contudo, a minha voz ficou mais quieta sem teus ouvidos a reinventar as minhas histórias.

Você vai me perguntar se sinto saudade. Eu não acho essa resposta importante.
A casa continua em pé. Você voltaria?

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: