Bailando

junho 1, 2013

Marcio Pimenta - Mulher dançando

Tenho meus dias de bailarina espanhola. Dias de movimentos marcados, passos firmes, sons intensos. Dias de certezas.
Tenho meus dias de bailarina clássica, dias de levezas, de pontas dos pés, dos movimentos delicados e precisos. Dias de sonhos.
Tenho meus dias de gueixa, essa bailarina da imaginação, que dança com as mãos contando histórias antigas enquanto prepara o chá.
São dias de silêncios.
Tenho dias, muitos dias – uma vida inteira de coreografias e improvisos.

Ps.: Foto de Márcio Pimenta, para mais fotos clique aqui.

Anúncios

Seja mais feliz: dançe!

maio 31, 2009

Todos deveriam dançar.
Deveriam ouvir mais música, assistir a mais apresentações de dança, deixar envolver-se pela música, embalar-se pelo som, pelo ritmo, pelo desejo do corpo.
“Dance sem saber dançar”, diz a música. Dançar prescinde de saberes. Dançar é libido, é respiração, é leveza.
“Dance como se ninguém estivesse olhando” diz, sabiamente, a camiseta de um passante. Dance quando ninguém estiver dançando. Incite alguém a dançar; invente um passo fácil e espalhe alegria por ai.
Dance para explorar todas as possibilidades do seu corpo. Dance como quem conta uma história com os braços, com os pés, com os cabelos. Dance como quem se liberta. Dance para celebrar a alegria de estar vivo. Dance para ser mais feliz.


%d blogueiros gostam disto: