Aniversáriando

dezembro 14, 2008

Para mim, envelhecer pode ser sinônimo de crescer no sentido do tempo. Por isso, me entristece quando percebo que já se passaram alguns dias e nesse tempo não aprendi nada, não mudei nada. O gostoso de estar vivo é essa necessidade de apreender o mundo, de mudar o mundo, de se adaptar ao mundo. “Matar tempo”, não está no meu vocabulário.
Eu gosto é de brincar com o tempo, sentir sua passagem com toda a intensidade, marcando cada célula do meu corpo.
Gosto de contar histórias, mas gosto mais ainda de ouvi-las. O que me fascina é que o mundo e os meandros do acaso são capazes de produzir milhões de histórias interessantes todos os dias. Gosto de coincidências, elas nos dão a sensação de que qualquer coisa pode nos acontecer e nos lembra que fazemos parte de algum muito maior chamado humanidade.
Gosto de viver, essa é a minha verdade.
Por isso, hoje comemoro com muita alegria 25 anos da mais pura vida.

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: