Um texto para o dia das mães

Não sei o que é ser mãe.

Não sei da sensação de ter um ser humano crescendo em seu ventre, de aguardar meses pelo seu nascimento, amamentar, dar banho, limpar, ensinar as primeiras palavras e amparar os primeiros passos.

Não sei da dor do parto, de por de castigo, de tomar decisões importantes sobre a vida de outra pessoa, de deixar pela primeira vez na porta da escola.

Não sei da dura decisão de adotar a criança quando esta chega pela primeira vez aos seus braços – todas as mãe adotam seus filhos ao decidirem criá-los – e renovar os votos todos os dias ao se levantar pela manhã buscando fazer o seu melhor incessantemente por anos, até o final das suas vidas.

Não sei das noites sem sono, dos dias sem descanso, das rebeldias da adolescência, das idas ao médico e da mágoa das palavras ditas sem pensar.

De nada disso sei porque não sou mãe. Mas sou filha e sei da dimensão de tudo que você fez e faz por mim, mãe, e frente a tudo só posso abraçá-la com carinho e dizer, sem hesitar, o quanto a amo e sou grata. Você é o meu porto seguro e quando estou com você qualquer lugar se torna a nossa casa.

Contudo estou longe, e por isso hoje a abraço com estas palavras, para com elas aproximar corações.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: