Delicadas, efêmeras, carnívoras: flores.

fevereiro 4, 2012

Gosto de flores por causa da beleza, do cheiro, das cores, do carinho, das lembranças…

Gosto da alegria e do brilho, do significado e do ritual.

Gosto, também, por motivos menos óbvios.

Encantam-me por serem efêmeras: mal vem ao mundo e já estão se despedindo. 

As flores murchas, as flores secas, as flores defeituosas, estas tem a minha admiração. Adimiro-as tanto quanto as viçosas, as em botão, aquelas que estão se abrindo abrindo para a vida.

As flores me ensinam: sua curta e bela vida é a lição mais contundente da fugacidade da beleza e da fragilidade da vida.

Na minha casa, flores murchas tem lugar de destaque por me ensinarem aquilo que o resto do mundo insiste em esconder.

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: