Falando carregado

Se você acha que não tem sotaque, sinto-lhe informar, mas você tem sotaque sim. A não ser que você tenha feito um tratamento com uma fonaodiologa para resolver isso, ou fale igual a um robô (e ainda assim olhe lá), sotaque é o que você tem.

Talvez alguém até já tenha falado que você não tem sotaque, certo? Eu também já ouvi isso de muita gente e olha que eu nasci em Pato Branco! O mais provável é que você tenha um sotaque menos carregado do que aqueles que o cercam ou o seu sotaque seja uma mistura de vários sotaques. E nestes casos você continua a ter sotaque. Até o William Boner e a Fátima Bernardes tem sotaque.

A melhor forma de descobrir que se tem sotaque é viajando ou mudando de cidade. É quando você descobre que, apesar de falar português como seu interlocutor, você não entende o que ele fala e muito menos ele entende o que você fala. É quando você pergunta por algo e descobre que aquilo tem outro nome naquela região. Ou que aquela palavra pode ter outros significados.

É quando você demora a entender o quê o “daí” está fazendo no final da frase em Pato Branco, o que quer dizer o “até” no final da frase em Goiás ou qual é a função de ter um “não” no final da frase no nordeste.

Quando você sai do seu mundinho descobre que, além de ter sotaque, ele pode ser muito engraçado para alguém.

Nunca se envergonhe do seu sotaque. É lindo ter sotaque; significa que você tem uma história, significa que você é singular. E, no fundo, o importante é se comunicar, ou, como diria a minha mãe, “se me entendeu, não me crucifique”.

Anúncios

5 Responses to Falando carregado

  1. O peixe é o último a perceber a água. 🙂

  2. Assim…quanto a significar que você é unico no mundo, só vale se você sair do seu mundinho né…rsrs…

    Abraços!

  3. Lembro até hoje de quando vi uma aula-palestra de Ariano Suassuna, há um bocado de tempo, em que ele reclamava de como as pessoas que anunciavam nos microfones dos aeroportos pareciam tão sem sotaque… Ele disse que isso o incomodava bastante, porque o aeroporto é o 1º local que o turista tem visões reais do local que está visitando, e era estranho você pousar em Natal, por exemplo e os microfones terem falas, por assim dizer, “pasteurizadas”, sem o menor resquício da fala nordestina, especialmente do RN!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: