Olhando para o teto

Deitada no chão olho para o teto branco e lembro do teto da casa de madeira que embalou as tardes da minha infância. O teto era composto do desenho aleatório das madeiras colocadas lado a lado. Eram radiografias dos troncos de antigas árvores que inspiravam os pensamentos da menina curiosa que um dia fui.

Era uma variação da prática infantil de procurar imagens nos desenhos mutantes das nuvens.  A diferença é que o teto estava sempre lá, mesmo à noite ou com chuva, e os desenhos eram sempre os mesmos. O que mudava eram os rumos da imaginação e os detalhes que a minha percepção era capaz de apurar.

Do lado oposto estavam os desenhos das calçadas da casa, feitos de cacos de lajotas de cerâmica de diversas cores, e eu, sempre perdida em pensamentos, – pensamentos da menina introspectiva que fui – me surpreendendi com a diversidade dos desenhos que tão constantemente me arrebatavam.

Tetos e calçadas estiveram sempre lá, até o dia em que eu mudei em busca de outras definições. Hoje olho para o teto branco e tento justificar nele a minha falta de inspiração.

Anúncios

4 Responses to Olhando para o teto

  1. Djabal disse:

    isso de querer ser
    exatamente aquilo
    que a gente é
    ainda vai
    nos levar além

    Paulo Leminski

  2. Emanuele disse:

    É… falta de inspiracao é critico ate para nós, simples “blogueiros”.

  3. livia disse:

    olá!como sempre texto poeticos e profundo mas de simplicidade envolvente.gosto muito.abraço.

  4. Mineirinho disse:

    Saudades?!?!… apesar de termos “melhorado de vida” a simplicidade e a alegria daqueles dias nunca mais voltarão?!?!?! eu acho que sim…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: