Todo dia ela faz tudo sempre igual

Viver a rotina, o cotidiano, é uma arte: a arte de se acostumar com o que é real apesar de pouco provável.

Vivo na realidade do supremo absurdo. Se gosto de flores e poesia, a minha profissão é feita de marchas e frias palavras de ordem.
Se gosto do azul e do verde, os transformaram em uniformes para que eu possa me igualar aos outros, sem gosto e sem expressão.
Se gosto de ser assim, me punem até passar a ser assado e, quando assado for, me punem até fritar a motivação, por um motivo qualquer.
Desando a cada ultima forma, pois mudou a cozinheira e o bolo não coube naquela forma. Ontem sorria com doçura, hoje sorrio ainda mais, um riso agressivo de pura histeria.

Thomas Mann disse “A solidão engrena o original, o belo ousado e surpreendente, o poema. Mas engrenda também o inverso, o desmedido, o absurdo e ilícito”. Continuo sozinha, plena de uma solidão que ontem engrenava o poema e hoje engrena o ilícito.

Já fui e já voltei, mas não me pergunte os caminhos. Os que tracei sozinha fizeram sentido, os conhecia bem, suas dores e consequencias. Naqueles em que que fui guiada por senhores não tem rumo certo, eles não conhecem bussulas tampouco mapas.

Hoje me sinto atropelada, perdida, desnorteada. Sinto-me morta. Oca, reberveram em mim infinitos discursos repetitivos.
Não há vida possível neste deserto.

O cotidiano é uma arte, pena que assassinaram o artista.

3 respostas para Todo dia ela faz tudo sempre igual

  1. Nilzabeth disse:

    Há tempos não te visitava por aqui… Boa redescoberta! Lindo texto, lindo mesmo.🙂

  2. Danilo disse:

    É, Marcela. Ontem passei boa parte do feriado – a tarde e pedaço da noite – trocando idéias com um amigo na minha casa. Muitos desses pensamentos que viraram idéias e, por sua vez, foram expostos verbalmente nunca antes vieram à tona. Daí já no final cheguei a simples conclusão que expus a ele com triste prazer: Como é bom não ter de trabalhar naquilo de que você não gosta!

    beijos cariocas.

  3. Djabal disse:

    Eu pensei em escrever uma história de um personagem sem passado, sem futuro e apenas com o presente, apenas com o seu dia-a-dia. Vivendo aquele exclusivo momento. Deixá-lo acompanhado do seu instinto.Vazio de pensamento. Apenas reagindo, às vezes, voltar ao princípio. Você já deu o primeiro passo. Belo, corrosivo e real. Beijos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: