Paixões nômades

Recentemente, me apaixonei por uma cidade que já conhecia de outras visitas.

Foi um amor conquistado em um flerte longo baseado em detalhes sensoriais lentamente revelados.

Foi pelos sons: pelo sotaque, pelo barulho organizado das ruas, a música que toca em suas muitas rádios e nos seus becos; o ruído dos meus próprios passos ecoando ao sabor dos sapatos de frio – frio que faz com que o som seja muito mais límpido.

Foi pelas cores das flores nas praças.

Foi pela arquitetura romântica que toma conta das ruas e prédios deixando muito espaço para o verde.

Foi pelo desafio difícil de conquistar amizades novas, que desabrocham encantadoras.

Foi também por ser o endereço de uma antiga paixão, da qual persiste apenas um sabor de amor adolescente que já não nos cabe bem,  transmutada em uma madura admiração.

Foi pelos seus escritores e poetas, geniais e sujos, todos.

Foi pela minha própria solidão, ampliada cada vez que meus pés tocam seu solo.

Foi assim que me apaixonei por outra cidade no meu nômade cotidiano.

Anúncios

6 Responses to Paixões nômades

  1. lisa disse:

    a vida é pura inspiração, quando algo ou alguém proporciona bons sentimentos ou sentidos.

  2. Genial!!!! Adorei! Um forte braço.

  3. J.F. disse:

    Alô, Maga.
    Estava lendo umas postagens de 2007, no meu blog, e encontrei uma mensagem sua. Dai, vim ver se seu blog continuava ativo, pois durante esse tempo muita gente desistiu. Que bom! Não apenas está ativo como está bem bonito. Parabéns!
    Gostei de colocações suas. Como a de que não devemos dar bobeira para o azar e sim para a sorte. Também achei ótima a colocação de que o café e o chá não vêm adoçados para que possamos utilizar a opção da escolha.
    Abração

  4. Fê_Notável disse:

    Lindo! Adoro perceber essas ‘pequenas’ coisas nas cidades… quanse ninguém faz isso!

    Beijos =*

  5. garotabossanova disse:

    Bom se apaixonar. Por pessoas, por cidades, acontecimentos. Bom viver. beijinho e saudades! :*

  6. Djabal disse:

    Para se apaixonar o espírito tem que estar alerta, e o coração aberto. Para descobrir o mistério das pequenas coisas e fatos. Beijos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: