Das Sinopses

Tenho um costume, digamos, peculiar: evito ler sinopses de filmes, livros e peças que quero ver. Normalmente, elas contam detalhes importantes da história tirando boa parte do prazer que seria provocado pela surpresa. Em geral, quando sabemos de algumas partes da história, a surpresa acaba sendo substituída por uma certa ansiedade em saber “quando é que tal coisa vai acontecer, afinal?”. Não parece uma troca vantajosa.

Eu sei que um bom livro é bom não apenas pela sua história, mas pelo modo como ela é construída. De toda forma, continuo a considerar importante o “fator surpresa”.

Um filme delicioso é mais divertido quando somos ingênuos na história.

 

Talvez aconteça o mesmo na vida: ela só se torna realmente interessante quando somos ingênuos na história…

Anúncios

17 Responses to Das Sinopses

  1. Hehe, um típico caso de texto construído em função da última frase…
    Não sei se é exatamente o que você quis dizer, mas considero uma bênção se lançar em algo sem expectativas…

    Beijos dominicais

  2. Dai disse:

    Tens razão, linda amiga. O fator surpresa é que faz com que as coisas valham à pena.
    Na vida principalmente, eu prefiro ‘deixar rolar’. Se bom ou ruim, creio que o mistério sem previsões aceleram o coração e dão mais significado aos momentos tão passageiros hehe.

    Beijãããõoo!!!

  3. Dai disse:

    Acordei agora. Desconsidere este fatal erro de concordância. Ai, ai…

  4. JuJu disse:

    Sabe, eu adoro surpresas… mas também adoro spoilers hehehe….
    Passe lá no meu blog e deixe seu comentário!!!

  5. oh pedaço inocente de mim, nunca revele os teus sinais!

  6. Eu concordo com vc, em gênero,número e grau.Sem contar que muitas das sinopses e resenas de filmes que eu vejo,não apenas resumem,mas sim contam toda a história.Acho que as pessoas desaprenderam a escrever resenhas ou orelhas de livro.E muito raro me deparar com uma resenha que incite de verdade a leitura do livro!Bj.

  7. Marco disse:

    Ih, eu também tenho esse costume peculiar (será tão peculiar assim?). Gosto de fundamentar a minha opinião sem receber influências. Não que as opiniões dos outros me influenciem, mas mesmo assim gosto do livre-pensar. Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.

  8. pedrita disse:

    eu raramente leio sinopses porque contam mais do que deviam, isso se não deliram no que dizem. eu vi um comercial da globo recentemente sobre um filme que tinha adorado e levei um susto quando eles contaram o grande segredo do filme que é revelado no final. nem acreditei na bobagem que eles fizeram. beijos, pedrita

  9. Claudinha disse:

    Olá!!!
    Eu não me importo em ler as sinopses, porque muitas delas me instigam a ver o filme ou ler, mas gosto imensamente de não saber muito para o livro ter graça, para o fime me surpreender. Neste ponto concordo inteiramente com você menina!
    Beijos!

  10. Djabal disse:

    Tente o seguinte (comigo deu ou dá certo): Veja o filme ou leia o livro e depois veja a sinopse. Depois disso você compreenderá o que a obra deixou no comentarista e como é totalmente diferente do que deixou em você. Ela é uma obra autônoma, às vezes boa – raramente – e muitas vezes ruim.
    Já a questão da ingenuidade, é diferente; ser ingênuo é um estado de espírito, quase igual aquele que imagina como inflamação da mente qualquer pensamento a respeito de qualquer coisa. Ingenuidade é um estado. Bjs.

  11. Anny disse:

    Cada um tem uma receita especial. Podemos testá-las ou criar receitas próprias.
    Não leio sinópses antes. Gosto da surpresa. Depois leio para ver se aconteceu algo não previsto. E olha que já tive surpresas…
    Bjos

  12. Absolutamente correto. Curioso é que temos o mesmo apelido: Maga.

    Abs e sucesso.

  13. Maga

    Talvez não seja o tempo e nem tampouco essa insuspeita obviedade que estamos morrendo aos poucos, esfomeados. Talvez seja, de fato, o tamanho da solidão que se instaurou nestas selvas de pedra, nestes corações que ainda insistem em bater em outros.
    Te convido para que me deixes caminhar ao longo desta história de mãos dadas…o frio será aquecido e toda a nudez será perdoada.

    amo-te deveras, cúmplice em letras e retratos emocionais.

    gilbert antonio – word maker

  14. Serjones disse:

    Ah, nada contra sinopses… às vezes, qdo tô vendo um filme e não entendendo porra nenhuma, eu recorro à caixinha do DVD pra ver se consigo entender melhor… hahaha

  15. gabriel disse:

    “ansiedade em saber “quando é que tal coisa vai acontecer, afinal?”. Não parece uma troca vantajosa.”

    Na mosca, é exatamente isso que nos ocorre.
    Eu tento não ler também, mas quase sempre a curiosidade me consuma.

    um bejo!

  16. Camila disse:

    Concordo com você que a sinopse tira um pouco da surpresa e aumenta a ansiedade, mas eu nunca consigo não ler! Antes de começar a ler o livro, não resisto e fico ali “namorando” a capa, a contra-capa, a história do autor…

  17. berenice disse:

    Navegando e sempre navegando encontrei este seu blog.
    Navegando ainda mais encontrei este seu post. Me identifiquei na hora!
    Não por mim, mas meu filho e meu marido são neuróticos com sinopses,
    propagandas, críticas, cartazes ou qualquer coisa que corra o risco de
    dar uma informaçãozinha a mais sobre um filme ou livro.

    Concordo com você e com eles, mas às vezes dou uma espiada…

    Abraços e parabéns pelo blog.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: