Resolução de Ano Novo

Doem-me todas as coisas que não fiz.

Doem mais as coisas que deixei de fazer por medo.

Sou medrosa. Mas não é que o medo seja algo natural, intrínseco a minha personalidade. Não é, também, que eu seja naturalmente corajosa. Sou é distraída. E desta distração vem uma calma que me encoraja a fazer coisas que só mesmo os desavisados – ou os muito corajosos – são capazes de fazer.

E esse meu medo, de onde vêm? Vem do saber sempre pelo pior lado. Vem do pessimismo alheio, do desincentivo recebido toda vez que conto um sonho. Daí vem o meu medo.

Por outro lado, lembro com carinho de todas as vezes em que ouvi um “tente”, “você consegue”, “experimente”… E se me doem todas as coisas que deixei de fazer por medo, me alegram todas as vezes em que tentei.

 

Por tudo isso, essa é a minha resolução de ano novo:

 

Aprenderei a dizer mais vezes: tente!

 

“É difícil”, “não dá”, “impossível”…

sim, há momento em que estas palavras são necessárias.

Contudo, são a minoria

 

Aprender a dizer mais vezes: vá em frente!

 

Parar de impor barreiras inexistentes

Desistir por medos imaginários

Ser o incentivo, não o abismo

 

Redefinirei palavras como impossível,

Buscarei o Possível, tornando-o nosso vizinho mais próximo.

 

De hoje em diante,

meus ouvidos se tornaram moucos para aqueles que só sabem reclamar

De hoje em diante

multiplicarei as palavras positivas que saem da minha boca…

 

Que de 2008 em diante todos os anos sejam O Ano das Possibilidades.

14 respostas para Resolução de Ano Novo

  1. Kazuo disse:

    Parece que depois dos 20…são parecidos os temores de todos que atingiram tal condição!

  2. JuJu disse:

    Afinal, pra quê tanto medo, né?

    Passe lá no meu blog e deixe seu comentário!!!

  3. Raquel disse:

    Escrevi há dois dias algo sobre o campo das possibilidades infinitas… temos que querer e tudo será possível🙂

  4. Djabal disse:

    De qualquer maneira são ótimas as resoluções, enfrentar as dificuldades. Com ou sem medo, ficou nítida a impressão de fazer o seu caminho sempre. Ele será fácil ou difícil segundo o nosso ânimo. Distraída quando estiver desanimada vá em frente. Animada e sem distração, vá em frente. Acrescentaria: Veja a belela das pequenas coisas do dia-a-dia. Bjs. Feliz ano novo. Este e todos os outros também.

  5. Aécio disse:

    Sobre o medo…
    Que ele não te perturbe muito!

    Beijos e feliz ano novo,

    A.N.

    Miedo
    Lenine

    Composição: Pedro Guerra/Lenine/Robney Assis

    Tienen miedo del amor y no saber amar
    Tienem miedo de la sombra y miedo de la luz
    Tienem miedo de pedir y miedo de callar
    Miedo que da miedo del miedo que da

    Tienem miedo de subir y miedo de bajar
    Tienem miedo de la noche y miedo del azul
    Tienem miedo de escupir y miedo de aguantar
    Miedo que da miedo del miedo que da

    El miedo es una sombra que el temor no esquiva
    El miedo es una trampa que atrapó al amor
    El miedo es la palanca que apagó la vida
    El miedo es una grieta que agrandó el dolor

    Tenho medo de gente e de solidão
    Tenho medo da vida e medo de morrer
    Tenho medo de ficar e medo de escapulir
    Medo que dá medo do medo que dá

    Tenho medo de acender e medo de apagar
    Tenho medo de esperar e medo de partir
    Tenho medo de correr e medo de cair
    Medo que dá medo do medo que dá

    O medo é uma linha que separa o mundo
    O medo é uma casa aonde ninguém vai
    O medo é como un laço que se aperta em nós
    O medo é uma força que não me deixa andar

    Tienem miedo de reir y miedo de llorar
    Tienem miedo de encontrarse y miedo de no ser
    Tienem miedo de decir y miedo de escuchar
    Miedo que da miedo del miedo que da

    Tenho medo de parar e medo de avançar
    Tenho medo de amarrar e medo de quebrar
    Tenho medo de exigir e medo de deixar
    Medo que dá medo do medo que dá

    O medo é uma sombra que o temor não desvia
    O medo é uma armadilha que pegou o amor
    O medo é uma chave, que apagou a vida
    O medo é uma brecha que fez crescer a dor

    El miedo es una raya que separa el mundo
    El miedo es una casa donde nadie va
    El miedo es como un lazo que se apierta en nudo
    El miedo es una fuerza que me impide andar

    Medo de olhar no fundo
    Medo de dobrar a esquina
    Medo de ficar no escuro
    De passar em branco, de cruzar a linha
    Medo de se achar sozinho
    De perder a rédea, a pose e o prumo
    Medo de pedir arrego, medo de vagar sem rumo

    Medo estampado na cara ou escondido no porão
    O medo circulando nas veias
    Ou em rota de colisão
    O medo é do Deus ou do demo
    É ordem ou é confusão
    O medo é medonho, o medo domina
    O medo é a medida da indecisão

    Medo de fechar a cara
    Medo de encarar
    Medo de calar a boca
    Medo de escutar
    Medo de passar a perna
    Medo de cair
    Medo de fazer de conta
    Medo de dormir
    Medo de se arrepender
    Medo de deixar por fazer
    Medo de se amargurar pelo que não se fez
    Medo de perder a vez

    Medo de fugir da raia na hora H
    Medo de morrer na praia depois de beber o mar
    Medo… que dá medo do medo que dá
    Medo… que dá medo do medo que dá

  6. pedrita disse:

    não sei, acho que todo mundo é medroso. o que muda é o quanto se aprisionam ou não com os seus medos. eu sempre fui da linha do tente, sempre rompi barreiras, mas o medo sempre ficou assustador nas tentativas, mas não me arrependo, mesmo que nem sempre tenha dado muito certo, mas o que seria o certo? vixe, estou filosófica. beijos, pedrita

  7. Claudinha disse:

    Oi menina! Que lindo!
    Sabe, quando eu era criança, ouvia demais Tente Outra vez, Raulzito me ensinou. Não deisito, nem quando os médicos me despacharam eu desisti (não é mesmo?) Você está certinha! Beijos! Jamais desista dos sonhos!

  8. faggiani disse:

    É uma ótima resolução!
    Para mudar a todos!
    Se não conseguir, se for muito difícil, tente outra vez.

    Beijo.

  9. Ótima resolução!
    Boa pra ti e pra quem convive contigo.
    Se começar a ficar difícil, não desista, tente outra vez.
    Beijos.

  10. tia disse:

    Que teus medos aconteçam para te deixar alerta mas que eles não te paralizem.
    As possibilidades se fazem presente a cada novo olhar sobre nossos medos.
    bj

  11. thahy disse:

    ou, como eu costumo dizer…

    Se joga menina!😉

    Adoro vc, mar!

  12. claudia disse:

    Ahhh
    rs

    Nem vou pensar em falar tente pra mim…rsrs
    Melhor me conter nesse medo, rsrs

    Mas enfim…TENTE
    Sempre e por qq. motivo

    Um beijo

  13. apenas sei das impossibilidades…
    quanto às possibilidades apenas desejo vivê-las,
    se tiver um pouco de sorte ,ser toda a contingência de encantos proporcionados pelas infinitas possibilidades que aqui , reconheço, são minhas, tuas, são, enfim, nossas.
    Só assim, te amarei mais e infinitamente melhor.

    saudades de ti,
    amo-te deveras fiél cúmplice de palavras e atos.

    beijo meu

    gilbert antonio

  14. Bel disse:

    É por estas e outras, em que você tem a coragem “de poucos” de ser você mesma que eu te admiro sempre mais! bjs e siga em frente!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: