Carta aos corações sensíveis

Ontem eu estava andando pela rua quando parei assustada, chocada, comovida. Tudo isso porque, plantado em meio a uma movimentada rua, havia um jardim, desses poucos que ainda não se escondem atrás de um muro alto. Estava lá, integro e belo, convidando-nos a parar para admirá-lo. É apenas um jardim, não tem consciência do mundo que suas folhas oferecem a nós. Um mundo de sensações – cores, cheiros, texturas e beleza. Um mundo de sentimentos: ternura, paz, saudade… Então, lembrei-me de ti e deste teu coração que parece um desses jardinzinhos perdidos em um mundo de concreto. Esse teu coração que ainda é capaz de se enternecer com coisas miúdas. Coração que fica pleno de ternura ao ser recebido com um sorriso, ao ver os primeiros pingos da chuva ou os últimos suspiros do Sol no horizonte da tarde; ao topar, na rua, com um casal de namorados rindo da mais pura felicidade… Lembrei de como tem desprendimento em teu sorriso e de como é aconchegante o teu abraço. Lembrei da facilidade com que aceitas e lidas com as diferenças; da falta de pudor com que choras nos momentos em que a tristeza invade teu coração; da coragem com que entregas teu coração para ensinar o outro a cuidar do seu próprio e da tua habilidade em fazer isso com tanto amor que logo soma ao teu outro coração sensível.
Teu coração é como um desses jardinzinhos que parecem estar no lugar errado: comovem ao emprestar beleza e sentido à vida.

Anúncios

21 Responses to Carta aos corações sensíveis

  1. Que belíssima carta Maga… hoje quem ficou mudo fui eu… talvez o que ainda possa dizer é que a quem quer que seja que você esteja pensando ao escrever esta carta, que vá correndo, muito, mas muito rápido até você… do contrário, não a merece.

    Beijos…

  2. Lindo, Maga!
    Lindo lindo!
    Desejo um Natal maravilhoso e uma Reveilão de tirar o fôlego pra ti!
    Beijos!

  3. Anny disse:

    Oi Maga:
    Seu texto me comoveu. Você pintou uma aquarela com suas palavras.” Um jardim que não se esconde atrás de muros altos”.
    Muito bom. Bom mesmo.
    Um presente de Natal.
    Feliz Natal!

  4. Helder Hortta disse:

    E igual um beija flor
    eu vim em seu Jardim

    abração

  5. pedrita disse:

    que lindo. beijos, pedrita

  6. Djabal disse:

    Eu coloquei reparo em um jardim como esse. E, para reforçar, percebi como apesar de estar cheio de pó, quase cinza de tantos restos de civilização e de melancolia que recaem sobre ele, basta um jato de torneira numa folha, ou numa flor, para que reacenda tudo aquilo que estava nublado e encoberto. Esse vigor é despertado por quem tem tempo de jogar um pouquinho só de água, e ajudar. lembrar. que a respiração restará comum de dois. Bjs.

  7. Rats disse:

    Carta com toque de carinho especial! Beijo.

  8. Rafael disse:

    Com o Radiohead ao fundo este teu texto quase me levou às lágrimas!
    ^^

  9. Marco disse:

    Que texto lindo, Marcelita!
    Quero te desejar um 2008 mais que maravilhoso. Com muitos momentos e pensamentos felizes. Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.

  10. JuJu disse:

    Que em 2008 apareçam mais jardinzinhos como este, para alegrar e encher de delicado perfume as nossas vidas…
    Passe lá no meu blog e deixe seu comentário!!!

  11. Kazuo disse:

    Ah…tow velho demais pra essas coisas…hahaha…bjão!

  12. Marcos Rocha disse:

    Não devias dedicar o que escrevestes aos corações sensíveis: apenas assinar embaixo, como coração sensível que és. Beijos, bucólica poeta.

  13. Jessiquinha! disse:

    apesar de nao nos conhecermos deixo aqui meu sincero comentário em como achei mais que interessante “achar” seu blog,em meio a uma breve pesquisa que nem vem muito ao caso,mas que me tornou apreciadora a kda momento em que ia proseguindo em seus textos e em seu possivel sentimentalismo em escrever e ainda em como tira de mim as palavras que me faltam e que ainda quem sabe,um dia estao por vim ..
    sinceramente meus parabens e admiracao por ter encontrado essi espaco,quem me derah te-lo em vistas ainda antes deste hoje. Parabens pelos 4 anos de blogg,e metamorfose pensante,continue a pensar,smp!

    ;)))

  14. Claudinha disse:

    Marcela, que carta linda! Os corações sensíveis estão todos aqui emocionados pelo seu coração mais sensível ainda. Capaz de ver em um jardim a verdadeira beleza… Isto é que eu chamo de olhar com olhos de ver… Beijos!

  15. Claudinha disse:

    Parabéns pelos 4 anos! Continue!

  16. Thiago Dantas disse:

    … é inexplicável e idencritivel essas sensações.
    acho que o mais bonito de tudo, é essa vulnerabilidade que jardins [e corações como este] proporcionam. e também o mais perigoso.
    acho que eu tenho muito que aprender ainda com os jardins. e com os corações.

    (: lindo o texto, me fez sorrir, quase que o tempo todo.

  17. tua poética cardíaca me encanta,
    traduz em mim infinita sensibilidade para tamanha cumplicidade.

    belíssimo! Bravíssimo!

    curvo-me diante de tamanho deleite.

    beijo de luz!

    luv
    me

  18. Rosana disse:

    Parábens, sua carta é 10!
    e você merece um site
    só p/ tocar os nossos corações
    com a sua imensa doçura.

    Beijos…Rô.

  19. Crixxxxxxxxxxx disse:

    Marcela, parabéns por tanta sensibilidade.
    Linda carta, estou com meu coração inundado de emoção…
    Bjsssssssss, Crixxx

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: